Quem Somos

quem somos2

Somos da geração que irá construir um mundo sem guerras e sem fronteiras.

Somos humanxs, ativistas, videomakers, produtores, jornalistas, designers, poetas, historiadores, filósofos e investigadores que se juntaram para combater as campanhas de ódio e de intolerância na televisão e nas redes sociais, através de um programa semanal de TV e de vídeos curtos na internet.

Na produção participam pessoas de diversas ideologias e religiões, prezamos pela convergência da diversidade, nos baseamos nos direitos humanos, nos métodos de não- violência ativa, não-discriminação, liberdade de idéias e de crenças.

Porque 4V?

Para sair um pouco do maniqueísmo, o programa foi batizado QuatroV ou 4V, que pode significar 4 voltas, 4 ventos, 4 visões e 4 vozes. Deixando exposto que não existem somente duas visões, mas no mínimo quatro ou mais visões, onde tratamos de dar ao menos 4 voltas e ter 4 ou mais vozes de diferentes correntes, ampliando assim a diversidade de pontos de vista.

História do QuatroV

históricoO programa 4V nasce em Março de 2015, em meio a um clima de retrocesso político em toda américa latina, após uma reunião internacional da Agência de Notícias Pressenza no parque de estudo e reflexão La Reja, alguns voluntários do Brasil, Chile e Argentina iniciam o roteiro e a produção do primeiro episódio piloto, que foi ao ar dia 1º de Junho de 2015.

Iniciamos o projeto logo após 15 de Março de 2015, justamente para combater as campanhas de ódio na TV e na Internet, neste dia foi a gota dágua, a mídia ficou o dia inteiro propagandeando golpismo e militarismo.

Já não aguentávamos mais tanta discriminação e violência na mídia fazia tempo e, neste momento decidimos entrar em campo produzindo um programa de debates independente e plural, onde fossem ouvidas ao menos 4 vozes diferentes (para evitar qualquer dualismo-maniqueísmo) e que, ao mesmo tempo abrisse espaço para os movimentos sociais e ativistas que não tem espaço para falar na mídia tradicional.

A primeira temporada foi de tirar o fôlego (deu um trabalhão danado), mas foi muito gratificante e atingiu mais gente do que esperávamos (a meta inicial era termos 100 mil visualizações e tivemos mais de 196 mil) e, além de tudo, iniciamos uma boa relação de parceria com diversos movimentos e veículos alternativos, criando uma pequena rede de mídia livre.

Alcance do QuatroV

Após 03 meses, encerramos a primeira temporada com 13 episódios semanais e mais de 196 mil visualizações, 2156 inscritos no website, 1.419 no youtube e 1395 no Facebook, foi um bom começo!

Até o momento produzimos 3 temporadas, com 47 programaas semanais, participaram convidados de distintas correntes, movimentos e veículos alternativos, abrindo espaço para a diversidade.

O Programa foi transmitido pela web e também por um canal de TV a cabo no Rio de Janeiro, atualmente conta 16 mil seguidores e mais de 2 milhões de visualizações no facebook e 225 mil visualizações no youtube. Além do programa, também produzimos mais de 80 drops de 1 a 2 minutos.

metodologia

Metodologia 4V

  1. Denunciar violações de direitos humanos
  2. Gerar materiais audiovisual informativo, educativo e reflexivo
  3. Difundir efeitos demonstração e ações exemplares que inspirem ações não-violentas contra toda forma de violência, de discriminação e de injustiça.
  4. Estabelecer relações entre os conflitos de distintos países, para que as pessoas possam enxergar que seus conflitos locais são muito similares aos vividos por povos de outros países e regiões.

Formatos Audiovisuais

Trabalhamos com diversos formatos: programas de debates, de análise e opinião, drops com notícias e histórias curtas, mini biografias em vídeo.

Propósito e objetivos

Criar consciência universal e atemporal sobre os direitos humanos, difundir histórias exemplares e/ou inspiradoras, denunciar todas as formas de violência e de discriminação, gerar novos modelos de ação e de comportamento, contribuir para o relato de uma nova cultura verdadeiramente humana.

Participação aberta: Seja voluntáriX, participe do 4V

Não é necessário experiência anterior, só vontade de ajudar. Todos são bem-vindxs.

- Dedicação: uma vez por semana / - Dias e horários:  à combinar

Durante o projeto os voluntários produzirão textos, fotos e vídeos sobre Direitos Humanos, Não-violência, Não-Discriminação e além de noticias e vídeos curtos será organizada produção semanal de intervenções para um Programa de TV por Internet.

seja voluntarix